'/> ·ï¡÷¡ï· V I D A Humana·ï¡÷¡ï·: Leis da Gravidade e Movimento.

fevereiro 04, 2008

Leis da Gravidade e Movimento.

Retirado do livro "As Leis Primordiais da Criação", de autoria de Susanne Schwartzkopff.
-
http://mundo-nosso.blogspot.com/2008/02/as-leis-primordiais-da-criao.html

*
*
*

Lei da Gravidade.

Segundo essa Lei, outrora, no princípio da Criação, o enteal, e por último a materialidade ainda mais pesada e mais densa, separaram-se das alturas da Criação Primordial e baixaram às profundezas. A última baixou ainda mais distante da região leve e luminosa do espírito primordial.

Se um espírito humano deixa então a Terra, então ele precisa, segundo a Lei da Gravidade, descer para onde o igual peso e densidade dominam como ele os traz consigo, ou ele pode se elevar às alturas, que são da mesma leveza que ele. Toda vez ele encontra lá sua igual espécie. Ele mesmo não possui mais nenhuma influência e nenhuma escolha nisso, está submetido à Lei. O tempo da escolha passou, agora ele precisa ir para o local ao qual pertence, conforme o peso e a igual espécie.

Ambas as Leis, a Lei da Gravidade e a Lei da Atração da Igual Espécie atuam como uma só. Na união da igual espécie sempre atua junto a gravidade. Esta é a "alavanca principal" na formação do espírito humano. Ele mesmo põe a mão na alavanca através de suas resoluções, e então fica atado às conseqüências resultantes daí.

A Lei da Gravidade é conhecida por toda parte. Contudo ela só é observada como uma lei física, portanto, atuante apenas na matéria. Precedendo esta, porém, está a Lei da Gravidade ESPIRITUAL, da qual falamos acima. A mesma Lei perpassa todas as planícies da Criação.

Muitas leis parciais ainda estão inseridas nas Leis Primordiais, as quais aos poucos aprendemos a reconhecer. Uma resulta da outra, harmônica e uniformemente, correspondendo a cada planície da Criação.

Com isso fizemos, em grandes traços, uma peregrinação através da Criação. Por fim ela nos leva de volta ao ponto, do qual tudo partiu: a Deus, o Onipotente, o Criador e Sustentador de toda a vida. E como Ele se revela à Criação em Sua Sagrada Trindade-Una, que é a Trindade do "Três em Um", assim todas as três Leis da Criação confluem para uma Lei da Criação que tudo abrange:


Lei do Movimento.

De Deus, o qual unicamente é vida, irradia força. A força atua em movimento. Deus é o começo e o ponto de partida do movimento. Do movimento se formou toda a Criação, através dele e nele ela é mantida. Num movimento eternamente constante a força de Deus flui até nas últimas e mais finas ramificações da Criação, perpassa cada criatura, a folha na árvore, a pedra aparentemente tão rígida.

E esse movimento que tudo abrange, também coloca em atividade as três "guardiãs da ordem": gravidade, igual espécie e reciprocidade! Elas atuam do e no movimento, sem ele elas nada são. Movimento é a base de tudo, ele mantém tudo saudável e vigoroso.

Por isso Deus também exige da criatura humana:

Movimenta-te, interna e externamente! Deixai o movimento interior, a atividade de teu espírito manter o passo com o circular da Criação em torno de ti, se quiseres permanecer saudável e se não quiseres ficar para trás e enfraquecer! O incessante movimento da Criação, o qual está condicionado à força de Deus que irradiantemente penetra nele de forma incessante, deveria, do contrário, arremessar-te de lado e te esmagar.

Tudo na Criação nos clama:

Movimenta-te, no espírito e no corpo, então tu evoluirás, então tuas forças crescerão, teus campos de atuação se ampliarão! Bem - aventurado tu podes atuar junto no grande tear de Deus, Sua maravilhosa Criação!

Em uma perfeição que nos enche de veneração, atuam as Leis Primordiais de Deus na Criação. Elas oferecem auxílio e apoio a cada um que se esforça para cima. Elas erguem aquele que anda junto com elas e colocam-no sobre suas fortes asas e o levam alto para cima, às alturas, as quais ele almeja e já aqui pode pressentir, e nas quais ele encontra um feliz atuar sem fim.

Contudo, aniquilação deve atingir aquele que ousa se contrapor a seu poder primordial numa ridícula arrogância. Jamais uma Lei de Deus pode ser dobrada por uma minúscula criatura humana, jamais ela poderá influenciá-la. Nós ainda podemos e devemos escutá-las muito, para que finalmente amadureçamos e nos tornemos auxiliares na Criação. Nós estamos agora bem no princípio do reconhecimento, de tudo o que reside nelas, que inesgotáveis possibilidades, que milhares de riquezas de fenômenos elas contém em si.

E se perguntardes de onde tiramos esse saber, então a resposta é:

da Mensagem do Graal "Na Luz da Verdade",

a qual foi dada à humanidade das alturas eternas e imortais, para nos mostrar, pela última vez, o caminho para Deus. O caminho para Suas inabaláveis Leis, nas quais impera Seu Amor. O caminho que não está ligado a confissões, raças e nações. Ele é acessível a cada um, quer jovem ou velho, rico ou pobre, erudito ou não. Seu espírito sabe sobre isso, apenas deve despertar novamente para a total clareza, para o verdadeiro anseio pela Luz.

Um comentário:

Alma Lusa disse...

Abençoados são os que encontraram a Palavra do Salvador na Mensagem do Graal e dela fazem parte integrante das suas vidas. "Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discipulos" Jesus.
Um abraço.